sábado, 4 de junho de 2011

Modelo Calgary - Ecomapa e Genograma

     O Modelo Calgary de Avaliação da Família (MCAF) foi criado por duas enfermeiras canadenses na Universidade de Calgary, preconizado por Wright e Leahey (2002), é frequentemente utilizado para desenvolver ações em saúde. Avalia três categorias: a estrutura familiar – aspectos internos, externos e contexto familiar; o desenvolvimento familiar – estágios, tarefas e vínculos e o funcionamento familiar – instrumental e expressiva. Esse, primeiramente, foi utilizado para trabalhar com portadores de transtornos mentais e tem sido de grande valia para a assistência de famílias em situações de risco. 
      O genograma e o ecomapa podem ser utilizados em todos os ambientes de cuidados da saúde, pois aumenta a percepção da enfermeira sobre as famílias, bem como as interações desta com os sistemas mais amplos e sua família facilitando a intervenção conjunta dando fortalecimento e autonomia para a família.
Ao avaliar uma família é preciso que a enfermeira examine sua estrutura, identificando quem faz parte dela, qual é o vinculo afetivo entre seus membros em comparação com os indivíduos de fora, e qual o seu contexto.
       A construção do genograma pode ser iniciada logo no primeiro contato com os membros da família. Num processo de “conversa”, muito mais que de“entrevista”, as informações vão sendo coletadas de acordo com o significado que elas têm para cada um. O valor de envolver cada membro da família neste processo de representação do seu próprio genograma pode resultar em desdobramentos, tais como: promoção de saúde familiar; ensino, conscientização dos membros familiares do conjunto que representam e das possibilidades de medidas que favoreçam a saúde e o bem-estar dos mesmos e, ainda, emponderamento da família, permitindo aos indivíduos falar sobre sua própria história de saúde, utilizando um instrumento que pode ser percebido como menos ameaçador que a conversa face a face. 
    O ecomapa é um diagrama das relações entre a família e a comunidade que ajuda a avaliar os apoios e suportes disponíveis e sua utilização pela família. É, essencialmente, um diagrama dos contatos da família com pessoas, grupos ou instituições, como escolas, serviços de saúde e comunidades religiosas. Pode representar a presença ou ausência de recursos sociais, culturais e econômicos, sendo, eminentemente, o retrato de um determinado momento na vida dos membros da família e, portanto, dinâmico.
     Vale lembrar que a  consulta de enfermagem é uma atividade que assegura ao enfermeiro atuar de forma independente com o cliente. Nela são trocadas informações as quais possibilitam ao profissional identificar fatores de risco, desenvolver educação para a saúde, e permite estabelecer diagnósticos de enfermagem bem como a conduta a ser tomada.


SÍMBOLOS PARA REPRESENTAÇÃO NO GENOGRAMA

Símbolo usado para representar o sexo masculino

  
 Símbolo usado para representar o sexo feminino
Obs.: Dentro de cada quadrado ou círculo pode-se escrever o nome e a idade correspondente ao membro representado.

 Símbolos utilizados para demonstrar indivíduos identificados ou centrais da estrutura familiar.

 Símbolo representativo de indivíduo falecido do sexo masculino.

 Símbolo representativo de indivíduo falecido do sexo feminino
Obs.: A causa e data da morte são descritas abaixo do símbolo.

 Símbolo utilizado para demonstrar matrimônio.

 Símbolo utilizado para demonstrar separação.

 Símbolo utilizado para demonstrar divórcio
Obs.: Informações importantes a respeito dos membros da família, como data do divórcio e/ou separação e doenças, podem ser descritas fora do símbolo.

 Símbolo utilizado para demonstrar gravidez.

 Símbolo utilizado para demonstrar aborto.

 Símbolo utilizado para demonstrar aborto provocado.

 Símbolo utilizado para demonstrar filhos.

 Símbolo para demonstrar filho adotado.

 Símbolo para demonstrar gêmeos dizigóticos.

 Símbolo para demonstrar gêmeos monozigóticos.

 Representa um núcleo familiar com filhos em ordem de nascimento.

 Símbolo para representar um núcleo familiar com filhos adotivos.    

SÍMBOLOS PARA REPRESENTAÇÃO NO ECOMAPA









Referência : Prof . Eda Schwartz 

Um comentário: